Enfrentar o medo é a forma mais fácil de fazê-lo desaparecer!

A palavra medo provém do termo latim "metus". Trata-se de uma perturbação angustiosa perante um risco, uma ameaça real ou imaginária. O medo faz parte da essência humana e é ele que nos põem em alerta perante os perigos.


Mas será que em muitas situações estes “perigos” não são percepções somente minhas? O quanto os meus medos nos relacionamentos, em fazer o novo, está me ajudando a ser mais feliz, a ter resultados diferentes que hoje tenho?


Questionar-nos e compreender como funcionamos, nos permite viver de forma plena nossas emoções, e a realidade do ser humano na busca da felicidade. Para exemplificar um pouco esta reflexão provocativa, trago uma história antiga sobre dois falcões.


“Era uma vez um rei que recebeu dois falcões magníficos como presente. Eles eram falcões peregrinos, os pássaros mais lindos que ele já tinha visto. Ele entregou suas aves preciosas ao seu falcoeiro principal para serem treinadas.


Meses se passaram, e um dia o falcoeiro principal informou ao rei que, embora um dos falcões estivesse voando majestosamente, voando alto no céu, o outro pássaro nem sequer havia saído do seu galho, desde o dia em que ele tinha chegado.


Após tentar fazer tudo, o rei pensou para si mesmo: ‘Talvez eu precise de alguém mais familiarizado com a vida no campo para compreender a natureza do problema’. Então ele gritou para a sua corte: ‘Encontre um fazendeiro’!


Pela manhã, o rei estava emocionado ao ver o falcão voando bem alto no céu acima dos jardins do palácio. Ele disse à sua corte: ‘Traga-me a pessoa que fez esse milagre’. A corte rapidamente localizou o fazendeiro, que veio e pôs-se diante do rei. O rei lhe perguntou: ‘Como você fez o falcão voar?’.


Com a cabeça baixa, o fazendeiro disse ao rei: ‘Foi muito fácil, sua alteza. Eu simplesmente cortei o galho onde o pássaro estava sentado’”.


Somos todos feitos para voar – para realizar o nosso incrível potencial como seres humanos. Mas às vezes, nós ficamos sentados em nossos galhos com medo, nos apegando as coisas que nos são familiares.


Na verdade, o medo bloqueia o processo de manifestação. O medo atrai mais do que você está tentando evitar, e o seu dano é muito maior do que o que você de fato tem medo!

Então... a maneira como você lida com o medo é mais importante. Nunca se culpe por ter medo.


"Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo,

não a ausência do medo". - Mark Twain


Crie o hábito de se autoverificar constantemente, para ver se as suas ações são baseadas no medo ou na fé. As suas decisões devem ser baseadas na fé, em alcançar algo melhor, não em escapar uma situação indesejável.


As suas possibilidades são infinitas, mas para a maioria de nós, elas ainda não foram descobertas. Aprenda a cortar o galho do medo e a se libertar para a glória do voo!

Karina é Diretora da Provoko, Coach e Palestrante.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV