Semear e colher

Diz um conceito antigo, que hoje até soaria politicamente incorreto: o trabalho de criança é pouco, mas quem perde é louco. Isso se aplica em todas as áreas, espiritual, social e material, e mesmo sendo pouco e inexperiente, todos os que entram para o lado negativo, também entram inexperientes.


Então, por que não oportunizar desde a criança até o adolescente, espaço para servir e crescer? Estamos falando sobre crescimento. Jesus, desde sua tenra idade, era observado, e crescia em graça e conhecimento. Precisamos seguir esse modelo. Por isso, aqui se dá expediente para a criança se desenvolver.


Deus não precisa de dinheiro de ninguém. Quem precisa é você. Mas Deus estabeleceu princípios, a lei da semeadura, quem semeia, colhe, quem abençoa é abençoado. Porque o salário da maioria não chega?


(Leitura de Ageu 1.6-10)

Verso 9: “Esse pouco quando trouxeste para casa eu o dissipei com a sombra. Por que causa? Diz o Senhor dos Exércitos, por causa da minha casa que está em ruínas, enquanto correis cada um de vós para sua própria casa.”


Naquele tempo era um tipo de necessidade, hoje é outro. Naquele tempo tinha que subir o monte, buscar madeira para edificar a casa. Hoje a necessidade é outra. Quantos querem que não haja nada em falta na sua casa? Faça isso pela casa de Deus, e Deus estará recebendo como semente para você ter em sua casa todo seu sonho realizado.


Em 1995, quando compramos esse terreno aqui, não tínhamos recurso. Eu dei o meu carro de entrada, e tempos depois, ganhei um carro de presente. Porque o que a gente planta, a gente colhe. Ninguém perde por investir no Reino.


Muitos não conhecem a história, e não investem no Reino porque acham que a igreja não precisa, que igreja tem. A igreja não precisa, é verdade, quem precisa é você. Mas o bem para você deve voltar do bem que você faz para igreja. Não é pensar que agora porque a igreja está bem, você vai estar bem. Você vai estar bem se você faz parte do bem que a igreja vive! Cada um colhe do que semeia.


A igreja precisa saber que contrariedade à visão não procede do Senhor. Quem é contra é porque não vive, não faz parte da vida ativa da igreja. Quem faz parte da vida ativa sabe, que 03 conceitos estabelecidos aí fora, aqui foram derrubados. Essa visão derruba paradigmas.


Lá fora todo crente é medíocre. Aqui nós não defendemos a mediocridade. Lá fora todo pastor é ladrão. Aqui, quero dizer, Deus não abençoa ladrão. Quem é justo com o que recebe do Senhor, nunca terá em falta.


Dizei aos justos que bem lhes irá. Quem é justo tem garantia de resultados. Mas também isso respinga em todos. É o ano da justiça. Mesmo que esse ano Deus vá trazer muita coisa à tona, sua vida vai melhorar do que sair de você. Mesmo que todos os políticos venham a ser condenados, sua vida só melhorará se você melhorar resultados. Eles vão ser punidos pelo erro deles, mas você só poderá ser abençoado pela semente que você estará plantando.


Não pense que a punição de um traz a benção para o outro. A benção e a maldição são resultados de semente. Cada um colhe do que planta. Tenhamos essa consciência. Isso consolida e comprova o princípio da responsabilidade pessoal. Confirma que no Reino e Deus cada um é tratado na individualidade, não na coletividade.


Você não tem motivos para sair do caminho de Deus, você pode se queixar é de você. O pecado do outro não lhe faz melhor, assim como a justiça do outro e a melhora do outro, não muda nada na vida de ninguém. Muda o que cada um pratica para si.


O que sai de mim é o que muda em mim. Se sai coisa boa, volta coisa boa, se sai coisa ruim, volta coisa ruim. E não adianta querer quebrar isso com oração, isso se quebra com ação, atitudes. O que tem o religiosismo, é que gosta de quebrar maldição com oração...


Vamos examinar qual a causa da maldição. Infidelidade? Corrija. Falta de ação? Corrija. Semente errada? Corrija. Oração não vai lhe trazer um trabalho se você não tem vontade de trabalhar. Oração não resolve seu relacionamento se você não tem disposição para perdoar, amar e servir.


Você pode ter parte na obra. Nas segundas-feiras estou trazendo um estudo sobre a maneira que o inimigo ataca a obra, e a maneira de reagir com entendimento. Uma das ações de Neemias contra Sambalate e Tobias foi desmascarando-os, porque só criticavam o que estavam fazendo. Geralmente, quem critica é quem não participa, quem não tem parte. Mas a resposta a eles foi bem clara: “você não têm parte nessa obra, por isso não metam o bico.” (...)

*Essa mensagem tem continuação. Ouça-a na íntegra através de CD, por encomenda no balcão de informações, ou no nosso canal no YOUTUBE.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV