Uma palavra de encorajamento

É tempo de fundamentar a vida na Palavra do Senhor, e perseverar firmado na rocha, até que Ele venha, para nos ajustarmos a cada passo do caminho, e sermos achados em pé diante do Filho do Homem. E para tal, é preciso de coragem!


Nos alerta a palavra do Senhor, em Romanos 1.18 “porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça”. Isso confirma a necessidade de cada um entender o caminho que Deus nos direciona a seguir. Nenhum caminho vem pronto, e as coisas não acontecem de repente. Tudo é construído, é um processo gradativo e progressivo.


Como tudo são caminhos, o ser humano constrói muitos deles através da própria força, vontades, família, meios de convivência, que geram inúmeras consequências, e são estas construções humanas que precisaremos desconstruir, entre elas: traumas, conflitos, distúrbios, problemas psicológicos e comportamentais. E são fases como estas citadas, que geram a ansiedade, que abate tanto quem sofre, como quem está próximo (Provérbios 12.25).


O ano da justiça de Deus mostrou muitas áreas obscuras da vida e da sociedade como um todo. Agora é hora de exercer, ainda de forma justa, a CORAGEM! A coragem de ter uma fé firme e fundamentada em princípios e padrões de justiça, pois ainda hoje permanece a palavra de que aqueles que procuram se ajustar (justos) irão bem, pois colherão dos frutos das suas ações (Isaías 3.10-11).


É necessário ter a convicção do que está escrito no Salmo 119.105 “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e luz, para o meu caminho”; pois só seremos enganados e destruídos enquanto não buscarmos o conhecimento. (Oseias 4.6).


E através do conhecimento que Deus dá pela sua Palavra, que vemos o espelho da realidade de hoje, e que mais se intensificará neste ano de 2018. Provérbios 28.1-2 diz: “Os ímpios fogem sem que haja ninguém a persegui-los; mas os justos são ousados como um leão. Pela transgressão da terra muitos são os seus príncipes, mas por homem prudente e entendido a sua continuidade será prolongada”.


Vemos na mídia que o justo, aquele que não se corrompe e luta pela verdade, princípios morais e da família, é perseguido e ofendido, sendo visto como preconceituoso. Vemos que aquele que cumpre e exige o cumprimento da lei é difamado, e criam mentiras a respeito da vida desta pessoa, enquanto os demais, que tem uma vida injusta, ainda são exaltados pelo mundo afora.

E agora, contemplando no espelho essa verdade, o que fazer? Como igreja, devemos nos posicionar e ser corajosos, ousados como leão, pois nós temos conosco o Leão da Tribo de Judá, que é Jesus, a quem pertence todo poder e toda a força (Filipenses 2.9-11).


E como fazer? Observando os príncipes que temos hoje no governo, toda a estrutura dos três poderes, que são autoridades sobre o povo brasileiro, para que avalie antes de votar no próximo candidato, e o partido no qual está ligado. E, principalmente, não se vendendo por favores, alianças de alma ou cargos, para votar em um determinado político corrupto. Precisamos avaliar e escolher os candidatos com prudência e entendimento.


Glórias a Deus, porque por homens prudentes e entendidos, a humanidade tem esperança de a vida na terra ainda ser prolongada, e se fazer estável a ordem novamente. Mas, para isso será preciso CORAGEM, PRUDÊNCIA e ENTENDIMENTO neste novo ano, para que a Igreja se posicione como embaixadora de Cristo na terra, e sejamos nós prudentes e entendidos, geradores dessa continuidade.


E qual o principal propósito de termos uma vida ajustada aos olhos do Senhor? “E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia. Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra. Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem”. Lucas 21.34-36


Ou seja, precisamos crer e permanecer em Cristo Jesus para que tenhamos a salvação, e aqueles que se fazem Filhos do Senhor, por escolher uma vida com Cristo, devem tem a coragem de reconhecer sua dependência e, ao mesmo tempo, fortaleza no Senhor, tomando posse da palavra de 1 Tessalonicenses 5.9-11: “Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele. Por isso exortai-vos uns aos outros, e edificai-vos uns aos outros, como também o fazeis”.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV