Orar e ler os Salmos

O Livro dos Salmos é um pequeno grande livro em si mesmo. São 150 canções, 150 poemas, 150 orações, 150 espelhos que refletem o mais profundo de nossa alma. Os Salmos cantam as nossas agonias, nossas revoluções, nossas inquietudes, nossas esperanças, nossas ressurreições. A Bíblia, como um todo, é um Livro vivo, mas nos Salmos esta vida é desnudada.


Nos Salmos nós sofremos, nos alegramos, gememos, cantamos, desanimamos e somos levantados. Celebramos a grande fidelidade de Deus, a majestade da sua impressionante grandeza. Nos Salmos chegamos às portas da morte, baixamos a lugares profundos, subimos acima de todas as alturas, tocamos os céus, vamos até ao limiar da eternidade.


Os Salmos narram a história de cada um e de todos, descortinam a alma nos seus lugares mais sombrios e mostram os mais elevados caminhos de Deus, e de como, por Ele, somos levados da depressão à Glória. Para Ambrósio de Milão, “Todo aquele que possui cinco sentidos e não começa o dia com a oração de um Salmo deveria ser coberto de vergonha; os passarinhos cantam em devoção ao Criador, no fim e no início de cada dia”.


A Igreja Primitiva tinha o hábito de orar a Palavra. Em Atos 04 os apóstolos oram o Sl 02 e o Sl 146. Esdras faz da narrativa bíblica a sua oração (Ne 09). Na grande oração de contrição e arrependimento, a partir do entendimento da Palavra, o profeta Daniel começa orando o Sl 106 (Dn 9).


O profeta Jonas começa a sua oração com o Sl 18.4-6, e diante da sua tremenda angústia, a oração que faz é toda baseada nos Salmos (Jn 2). No momento de angústia o melhor é não inventar. Ore a Palavra. Também Jesus, canta e ora o Salmo 115 - o Salmo que os judeus cantavam e oravam na Páscoa - um cântico na agonia (Mc 14.26).


Orar a Palavra, orar os salmos, é declarar o que está escrito com espírito de oração, confiados plenamente na inspiração das Escrituras. Quando oramos a Palavra, realmente permanecemos em Cristo, e Suas palavras permanecem em nós (Jo 15.7).


No MBCV temos o saudável hábito de orar e ler o Salmo do mês. Do primeiro ao último dia do ano. Sempre! Na sede ou nas congregações e nas células, independente do dia da semana (há atividades todos os dias), esta oração é executada. Hoje, amanhã e sempre, oramos os Salmos, oramos a Tua Palavra!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV