Um alerta e uma orientação

As grandes promessas para resolver os problemas da sua empresa são muitas e não são tão novas assim. Pelo contrário, fazem décadas (para não dizer séculos) que “gurus” de todas as áreas tentam dinheiro fácil às custas de empreendedores que buscam soluções mágicas.


Dia 03/12/2017, após assistir um breve pensamento do filósofo Clóvis de Barros Filho, parei para pensar mais claramente sobre uma questão: Por que tendemos a acreditar que alguém que não nos conhece, que não conhece nossa empresa, e muito menos domina nossa área de atuação, teria a solução rápida e prática para os nossos problemas? Pare e pense um pouco, depois continue a leitura. Já pensou? Se sim, continue.


Com esta reflexão, quero trazer aqui um alerta e uma orientação. Creio que o alerta já tenha ficado claro, mas “o óbvio tem que ser dito”. O alerta é quanto às promessas milagrosas, e os pacotes de soluções, que geralmente chegam em formatos de e-books, vídeos, assinaturas, palestra, cursos etc... sempre “sorrindo” para você. Cuidado, eles sabem se vender e encantar, e depois somem como o “mestre dos magos”.


Mas tem gente boa por aí? Claro, tem sim! Porém, é preciso investigar onde colocaremos nosso dinheiro, ok? E aí já vem junto a orientação! Seja criterioso na hora de contratar alguém para lhe prestar consultoria e outros serviços, na hora de comprar cursos e programas super powers. Esta orientação vale para todas as áreas, mas quero focar aqui em assuntos estratégicos que envolvem gestão e comunicação.


A Bíblia Sagrada ensina que devemos julgar a árvore pelo fruto e não por sua aparência e, também, que o profeta faz poucos milagres na sua terra. Quando você recebe uma proposta e se sente atraído por ela, você busca fontes alternativas para conhecer os reais frutos desta pessoa ou empresa? Será que perto de você não existem pessoas bem qualificadas para atender suas demandas de maneira inteligente?


Aprendi no GPME – Curso de Gestão para Pequenas e Médias Empresas - uma técnica muito boa para evitar retrabalho, perda de tempo e dinheiro. A técnica chama-se TBC, que significa Tire a Bunda da Cadeira. Não decida na emoção! Verifique, pense, peça orientação e só depois tome a decisão.

Forte abraço!


*Michel Rodrigues Borges é fundador e gestor da Unidade Branding, Bacharel em Publicidade e Propaganda e Mestrando em Processos e Manifestações Culturais. É Líder JUAD desde 2002.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV