Agostinho de Hipona

Em que época viveu?

Viveu em meio a uma grande mudança no quadro político do ocidente, entre os séculos IV e V, que marca a transição da “história antiga” para o período chamado “Idade Média”. O império Romano era o grande dominador do ocidente, mas via seu poder cada vez mais fragilizado, em meio aos intentos dos povos bárbaros.


Quem foi?

Aurélio Agostinho, chamado por muitos de “Santo Agostinho”, nasceu em Tagaste, localizada na atual Argélia, no Norte da África em 13 de Novembro de 354. Sua mãe se chamava Mônica, uma devota cristã, e seu pai Patrício um pagão convertido ao cristianismo no leito de morte. Agostinho formou-se em retórica, artes liberais e gramática, e se tornou professor.


Antes de tornar-se cristão transitou por duas linhas de pensamento chamadas de Maniqueísmo e Neoplatonismo. Tornou-se cristão no verão de 386 ao ouvir história da vida de “Santo Antão do Deserto”. Foi também fortemente tocado e chamado a uma mudança na leitura de Romanos 13.13-14

Vivamos decentemente, como pessoas que vivem na luz do dia. Nada de farras ou bebedeiras, nem imoralidade ou indecência, nem brigas ou ciúmes. Mas tenham as qualidades que o Senhor Jesus Cristo tem e não procurem satisfazer os maus desejos da natureza humana de vocês”.


Principais virtudes?

Ao tornar-se cristão, lutou fielmente pela defesa da fé, e comprometeu-se em proclamar a verdadeira doutrina da fé dada por Jesus e transmitida pelos apóstolos. Em seu coração ardia uma forte chama pela fidelidade a Cristo e ao estilo de vida e comprometimento esperados de um cristão, que é a transformação interior e o abandono de práticas que andassem em desacordo com a vontade de Deus.


Lição prática?

Não é possível ser cristão e não haver um comprometimento fiel com a palavra, pois o ser cristão não é associar-se a um grupo de pessoas, mas gerar dentro de si um comprometimento com algo que é maior do que o próprio indivíduo.


Principais dificuldades que enfrentou?

Lutou incessantemente contra heresias contra a fé cristã, como o pelagianismo, que cria na autossuficiência do homem, e do maniqueísmo que colocava a Deus como uma força necessária para o equilíbrio do mundo e nada mais.


Tira dúvidas: Agostinho tornou-se um grande ícone, tendo a sua teologia usada como base tanto para católicos (comportamento eclesiástico), quanto protestantes (Graça divina e fé como Dom de Deus).

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV