William Wilberforce

QUEM FOI:

William nasceu numa família nobre da Inglaterra, em 24 de agosto de 1759, filho único de Robert e Elizabeth Wilberforce. Em 1776 foi aceito na universidade de Cambridge, onde decidiu dedicar-se a carreira política, sendo eleito representante de sua cidade natal aos 21 anos, gastando uma pequena fortuna para conseguir um bom número de votantes. Não se filiou nem ao partido de tendências liberais e nem de linha conservadora. Aos 24 anos foi eleito representante do condado de Yorkshire, que era o maior e mais importante condado da Inglaterra.


Em 1784 Wilberforce acaba se convertendo em uma de suas viagens. William chegou a cogitar entrar para o ministério da pregação, mas John Newton lhe disse que “Deus o queria permanecendo na política, em vez de entrar para o ministério”.


William influenciado por John Wesley, com suas ideias abolicionistas, dedicou sua vida a um objetivo muito claro: a abolição do tráfico negreiro no Império Britânico. Wilberforce associou-se ao grupo de Clapham, formado por pessoas de classe alta, empenhados em questões sociais. Alcançaram êxito na questão abolicionista na data de 25 de março de 1807. A lei de emancipação que libertara todos os escravos definitivamente foi declarada em 29 de julho de 1833, onde passou a se aplicar essa lei a todas as nações.


PRINCIPAIS VIRTUDES:

William Wilberforce claramente empenhava-se e dedicava a vida em causas que considerava dignas. Um homem que não se calou diante da impunidade, não buscou benefício na omissão, antes, tomado por intrepidez e coragem, enfrentou o pecado da sua nação.


PRINCIPAIS DIFICULDADES:

Sofreu grande oposição dos magistrados e dos governantes do império britânico, afinal de contas o comércio escravista era um negócio muito lucrativo para o império. Defender os direitos humanos e a honra dos escravos, implicava em atingir toda a economia do país. Foi ameaçado de morte, espancado e roubado.


LIÇÃO PRÁTICA:

Ser cristão implica em não estar alheio ao bem comum, mas ter coragem para seguir padrões de justiça. Não é necessário nenhum cargo eclesiástico, mas simplesmente a convicção de fazer o que Deus nos chama a fazer, em todas as esferas da sociedade.


TIRA DÚVIDAS:

No dia 13 de maio de 1888, ocorreu a liberdade total e definitiva dos negros no Brasil, através da promulgação da Lei Áurea. Esse acontecimento é uma influência dos atos de William Wilberforce na Inglaterra.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV