Avós: missão e herança

Há sempre um lugar favorito, que preferimos a qualquer outro do mundo. Não importa aonde você vai ou como se move, haverá sempre o momento de regressar para casa. É neste lugar que você sabe que seu povo o espera. As pessoas amam sentir o cheiro de casa e a aceitação incondicional da família. O cheiro de casa tem cheiro doce, de abraços apertados que nos fazem fechar os olhos e abrir sorrisos.


Por isso, a casa de uma pessoa é o melhor espelho para olhar todos os dias: reflete sempre a versão mais real e autêntica de quem você é. A volta para casa é a luz no final do túnel, o apoio durante a caminhada e o ombro em que pode derramar suas lágrimas e restaurar suas asas quebradas.


Os avós são personagens de uma casa assim. Avós são únicos, agradáveis e inesquecíveis. Estejam ou não neste mundo, os avós simbolizam o lugar a que sempre podemos voltar para o instante sublime do aconchego, mesmo que seja apenas em memória.


Ser avô e avó é uma bem-aventurança. “A coroa dos velhos são os filhos dos filhos; e a glória dos filhos são os seus pais”. Pv 17.6.


Com expectativas cada vez maiores de vida (dos idosos), é necessário que aprendamos juntos a desfrutar desta convivência que irá aumentar em nossas vidas. Os avós devem ser companheiros, com um objetivo comum de desfrutar dos momentos de hoje, com a certeza de que amanhã seremos um a proteger o outro.


Os avós têm como principal missão transmitir aos netos, acima de tudo, a fé em Deus, como diz Apóstolo Paulo na carta a Timóteo: “Conservo a lembrança de tua fé sincera, que foi primeiro a de tua avó Lóide e de tua mãe Eunice, não tenho a menor dúvida, habita em ti também”. 2 Tm 1.5. Que bela herança Timóteo recebeu!


Quem não recorda das orações transmitidas e das palavras de encorajamento em momentos-chave. Na voz, e na simplicidade de tanto amor: “Tudo passa, tenha fé, estarei orando”. Não importa com que idade alguém se torna avô ou avó; mesmo se a criança vier em circunstâncias adversas, o nascimento dela vem sempre acompanhado de bênçãos.


Benefícios para os netos

Proteção e amor. Diante das mudanças e transformações, marcadas por muitas descobertas, é um momento em que o papel dos avós serve de intermediação entre os pais e os adolescentes, por exemplo. Uma das melhores maneiras de fazer com esta fase venha a ser rica em crescimento para ambos é proporcionar muito carinho, amor e atenção. E os avós terão mais tempo, muitas vezes, que os próprios pais.


Formação da personalidade. A convivência com os avós fortalece vínculos familiares que atuam diretamente na sua personalidade. É justamente nos primeiros anos da infância que são delineadas as principais características de seu jeito de ser.


Respeito pelos mais velhos. A companhia dos avôs faz com que a criança entenda como é ser mais velha e, diante disto, aprenda a respeitá-los, aceitando suas diferenças e suas limitações.


Benefícios para os avós

Afasta a depressão. Essa vivência pode contemplar uma boa relação entre ambos, de duas gerações tão distintas. Para os netos a relação ajuda a passar maior segurança. Para os avós a criança representa um tempo de renovação que lhe aproxima da juventude. Acontece um resgate natural de seu tempo.


Ajuda a ficarem mais ativos. O contato com a criança distrai os avós e ajuda nas atividades, fazendo com que se sintam úteis. A convivência com a criança estimula o idoso a realizar atividades motoras, e com o adolescente, a pensar, ler e ser tecnológico (saudável).


Intergeracionalidade. Essa é a troca de gerações ou fusão de gerações. É um aspecto que costuma ser muito produtivo para os avós, pois os netos ensinam particularidades da sociedade moderna, como novas ferramentas tecnológicas, vestimentas, mudanças no cotidiano.


Segundo os cientistas, parece estar havendo uma seleção natural diante de nossos olhos. Os problemas de comportamento, ansiedade, agressividade, depressão, cognição, são amenizados quando há convivência de gerações, respeito mútuo, flexibilidade, tratamento e atenção individualizados.


Avós representam o lugar onde aprendemos muitos valores, mesmo quando nos expuseram a menos regras. Eles trazem serenidade e maturidade pela satisfação ao transmitir o que sabem, mas esperam que nós continuemos a ser transmissores dos seus ensinamentos. A realidade é que aprendemos com os avós a desenvolver e temperança e a paz.


Que o Senhor o abençoe desde Sião, para que você veja a prosperidade de Jerusalém todos os dias da sua vida, e veja os filhos dos seus filhos. Haja paz em Israel!” Salmos 128.5-6

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV