TOMÁS DE KEMPIS

QUEM FOI:

Tomás Hemerken, mais conhecido como Tomás de Kempis, nasceu na Alemanha entre 1379 e 1380. Tinha 13 anos quando foi enviado para estudar em Deventer. Em conflito com a religiosidade da época, fez parte de um grupo chamado “Irmãos da vida comum”, que buscavam seu próprio sustento através do trabalho manual, e jamais podiam pedir dinheiro a não ser que o conquistassem. Eles também tinham uma ênfase Bíblica, estimulavam o ministério leigo, relacionamento pessoal com Jesus Cristo, e rejeitavam as indulgências e outros abusos de sua época.


ÉPOCA EM QUE VIVEU:

Viveu em uma época permeada por três características básicas. A primeira: uma crise de autoridade, onde os líderes da igreja viviam em pecados grosseiros. A segunda: uma crise de salvação, onde as pessoas viviam com medo da morte, e parecia que nada do que faziam lhe garantia a salvação. E por fim, a terceira: uma crise de espiritualidade, onde o clero (líderes religiosos) achavam que uma vida devota a Deus era possível somente para este grupo.


PRINCIPAIS VIRTUDES:

Escreveu uma obra chamada “A imitação de Cristo” composta por quatro livros, em que busca em sua essência uma vida contemplativa, nas disciplinas espirituais centradas em Jesus Cristo. Tomás entendia a necessidade das escrituras na vida do cristão, em sua busca pelo conhecimento com humildade.


PRINCIPAIS DIFICULDADES:

Apesar de uma boa prática da devoção, muitas vezes ele era criticado pela sua desconexão com o cotidiano da vida comum. Precisava buscar maior equilíbrio em todas as áreas da vida.


LIÇÃO PRÁTICA:

Apesar das críticas, Tomás traz a luz ao mal que atinge a cristandade desde a sua época, onde a compreensão do ser cristão estava baseada na quantidade de tempo que se passa na igreja, ou a uma afiliação a um corpo eclesial. Porém, ele nos apresenta uma realidade onde a centralidade precisa ser Cristo, um movimento que é possível às “pessoas de vida comum” e não somente aos líderes da igreja. Tomás nos chama a uma entrega humilde e sincera à vontade de Deus, e a contemplação do Seu divino amor.


TIRA DÚVIDAS:

Ao fim do século XX, o livro “A Imitação de Cristo” já havia sido impresso em mais de 3000 edições.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV