Dicas para driblar o consumismo infantil no Natal


O Natal é uma das épocas do ano em que há um crescimento significativo nos apelos para o consumo e, entre os principais alvos dessas estratégias, estão as crianças. O direcionamento de publicidade ao público infantil aumenta e é importante que as famílias estejam atentas e procurem alternativas para evitar o consumo excessivo.


O materialismo e a busca por suprir carências emocionais através de presentes pode nos fazer esquecer coisas importantes como o convívio social e familiar e do contato com a natureza. A Palavra de Deus em 2 Coríntios 4.18, ensina-nos a valorizarmos aquilo que é eterno e a nos voltarmos para o que tem sentido real e fundamental em nossas vidas: “Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas”.


Buscando gerar uma cultura de emoções saudáveis em nossos filhos e passar tempo de qualidade em família, que tal propor às crianças atividades que não envolvam consumo, como brincar ao ar livre, parques, praças, jardins ou na praia? Outra ideia é convidar os pequenos para atividades criativas em casa como ajudar na decoração, na montagem da árvore de Natal, reutilizando materiais para criar novos enfeites, e, até mesmo, no preparo de receitas simples como um bolo. Incentive para que as festividades sejam marcadas pelo afeto e pelas conexões familiares e não apenas pelo consumo.


O programa Criança e Consumo do Instituto Alana gerou uma campanha incentivando as famílias a substituírem os presentes por uma memória significativa. Gil Moraes, pai de uma das famílias que aceitaram o desafio, opinou: "Acredito que um passeio em família para conhecer um lugar diferente seja um presente mais que adequado, visto que memórias duram muito mais tempo que brinquedos”.


Por todos esses aspectos e visando a qualidade emocional de todos em família, desejo que você possa aplicar algumas das dicas sugeridas e valorizar o tempo de qualidade com seus filhos. Lembrando sempre dos princípios que a Palavra nos instrui:


"Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam. Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam, nem roubam." Mateus 06.19-20.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV