O QUE FAZER QUANDO NÃO SABEMOS O QUE FAZER

Vivemos um tempo jamais experimentado. Não houve até esta data um número tão grande de desempregados em todo o mundo, superior aos números da Segunda Grande Guerra ou da Grande Depressão de 1929. Nenhuma peste causou tanto medo, insegurança, angústia e perplexidade, prostrando nações de todo o mundo, que não estavam preparadas para a crise que se instalou. E o cidadão comum se pergunta: como as grandes nações não estavam preparadas para isso?


Desde profecias do julgamento de Deus pelos pecados de todas as nações, ao cenário de fim dos tempos, com as orientações e interpretações mais descabidas e fora de propósito, ditadas por líderes que alimentam a angústia instalada, a humanidade não sabe o que fazer, a quem obedecer. Este momento faz eco às palavras do grande rei Josafá, registrada nas Escrituras: “Não sabemos nós o que fazer; porém os nossos olhos estão postos em ti” (II Cr 20.12).


Diante de uma situação de iminente destruição Josafá reconhece que “não temos qualquer poder contra esta companhia que vem contra nós; tampouco sabemos o que fazer” (II Cr 20:12 – BKJ). Perder a batalha, significaria que o inimigo exterminaria cruelmente a nação, escravizaria os homens, mataria os anciãos, tomaria as mulheres e apagaria o nome de Judá como nação.


Há um grande porém, no caso de Josafá: “PORÉM, os nossos olhos estão postos em ti” (II Cr 20.12). Esta é a grande atitude de Josafá, ele não ignorou o problema, mas fixou o olhar em Deus. Não passou por cima de sua humanidade ou de suas limitações, teve medo, mas, em vez de desesperar-se, decidiu buscar ao Senhor (II Cr 20.3-4). Independente do tamanho ou intensidade da crise, independente de nossas limitações, a primeira atitude é tirar o foco do problema e dirigir o nosso olhar para Deus.


Josafá confiou a Deus todos os seus temores, fazendo eco à oração de Salomão: “Se algum mal nos sobrevier, espada por castigo, peste ou fome, nós nos apresentaremos diante desta casa e diante de ti, pois o teu nome está nesta casa; e clamaremos a ti na nossa angústia, e tu nos ouvirás e livrarás.” (II Cr 20.9)


Contagiou a outros, não com o medo que estava diante de tamanha perplexidade, mas com a disposição de buscar ao Senhor. Proclamou que o céu não estava desabando, que Deus estava no controle de tudo. Ao orar, trouxe à memória do povo a Soberania universal de Deus, que nunca foi pego de surpresa em nenhuma crise. E a resposta de Deus veio, “Não temam e nem se assustem...porque o Senhor está com vocês” (II Cr 2.17). Eis um ótimo exemplo para todos nós!



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV