PAIXÃO

De acordo com o dicionário “paixão” é um sentimento humano intenso e profundo, marcado pela atração e guiado pelo impulso. Apesar de ser utilizado muitas vezes querendo expressar de forma positiva para se referir a um relacionamento de um casal, biblicamente a paixão geralmente está atribuída ao pecado e a maus desejos, diferentemente do amor. A paixão está relacionada a concupiscência que é um desejo exagerado e desenfreado, sem controle e egoísta que visa apenas satisfazer a necessidades individuais. Nesta perspectiva a paixão é sem controle e não se preocupa com resultados, buscando apenas a satisfação pessoal.


Assim a Bíblia nos orienta em 2Tm 2.2 a “fugirmos das paixões da mocidade”, pois este sentimento nos faz agir sem pensarmos nos resultados, a paixão é egoísta, não pensa no outro, só pensa na sua razão e procura dominar. É um sentimento passageiro que quando alcança sua satisfação perde a força.


Diferentemente, o amor não é apenas um sentimento passageiro que com o passar do tempo desaparece, na verdade ele só se fortalece com o passar do tempo. O amor é uma decisão, é incondicional e não busca seus próprios interesses, e portanto, mesmo quando não parece ter razão de existir, ele permanece .


Se usarmos a parábola dos dois fundamentos, a paixão é como a casa construída sobre a areia, que não suporta a tempestade. Quando vem as dificuldades e já não tem benefícios aparentes a casa desaba. Quando o relacionamento quando passa por dificuldades e perde a sua força. Por isso, relacionamentos baseados na paixão logo apagam quando vêm conflitos, quando uma pessoa mais bela aparece. O que pode sustentar um acordo de uma pessoa que só pensa no lucro se aparece uma oportunidade de lucros maiores?


Já o amor é como a casa construída sobre a rocha. Mesmo que venham tempestades ela permanece, pois não está sustentada somente na satisfação pessoal, mas em um compromisso, em um vínculo que vai além de satisfazer os próprios interesses, mas que se alegra com a realização do outro. Em um relacionamento amoroso deve conter também a atração, mas, ele é muito mais completo do que apenas o desejo momentâneo, por isso, pode ser desenvolvido em várias outras relações como relacionamento familiar e amizades.


A paixão é baseada na idealização, e quando a verdade chega, fica a frustração e o vazio. Já o amor é firmado sobre a verdade, é constante, duradouro e nos faz bem.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Sobre nós

A igreja precisa ter suas convicções firmadas nos princípios da Palavra, com uma postura ética e coerente com aquilo que propõe para a sociedade. 

Esperamos por Você

(51) 3582-3620
R. Sobradinho, 301

Novo Hamburgo/RS 

comunicacao@mbcv.org

CNPJ - 919952410001-73

© 2018 por Comunicação e Marketing MBCV